O que São Línguas Estranhas? Falar em Línguas é bíblico?

O que São Línguas Estranhas que os pentecostais falam? Este Falar em Línguas é bíblico?

Veja detalhes no vídeo.
Infelizmente alguns movimentos pentecostais tem facilidade em perpetuar-se em seus jargões. Não é absurdo esse acontecimento devido a história relativamente nova, cem anos é uma pequena parcela do desenrolar dos milênios de cristianismo.

Mas a facilidade com que a opinião e interpretação bíblica de alguns torna-se regra para o geral dos pentecostais é perigoso, ao passo que se definem absolutos deveras insustentáveis.

Exemplo disso são os temas “línguas estranhas” ou “batismo no Espírito Santo”, ênfases próprias do movimento pentecostal.

O pentecostalismo clássico moderno que inicia-se em 1901, quando Agnes Ozman começou a falar “chinês” num seminário em Kansas (USA), propagou a experiência para seus companheiros de seminário que também passaram a falar em “outras línguas” e uma expansão até o conhecido avivamento da rua Azuza, notório fato “revivalístico” do século XX

Rapidamente se associou todo esse êxtase espiritual ao livro de Atos no capítulo 2, dia do pentecostes. Charles Parhan, talvez o primeiro teólogo e sistematizador dessa “experiência das línguas”, fundamenta na época biblicamente tal “dom” e explica que este evento é uma evidência da terceira obra da graça: o batismo no Espírito Santo. E desde então, falar em línguas é destacado como evidência física inicial do derramamento do Espírito.

Línguas estranhas, dom de línguas, glossolalia

Posted in videos.